smcjf.com.br

smcjf.com.br

Por que o Médico é Tão Indispensável para o Nosso País?

Por que o Médico é Tão Indispensável para o Nosso País?

Muitas vezes as pessoas tomam o profissional de medicina como um indivíduo ‘glamourizado’ por equivocadas informações que são passadas de gerações a gerações sobre o que os seus filhos devem ou não devem ser – muito se fala sobre o salário, sobre o status, sobre a sua importância.

É certo que, com exceção à importância, todas as outras informações são grandes folclores a respeito do que realmente é a vida do profissional de saúde, que para manter seu padrão chega a ter até 3 empregos para tanto – além de escalas de trabalho, equipamentos que não contribuem entre outras coisas.

Mas é inegável a importância do médico para o Brasil, ainda mais quando temos em nosso país um sem par de doenças causadas pelo clima predominantemente tropical e milhares de famílias que vivem abaixo da linha da pobreza e dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS).

É por essa razão que vamos descrever algumas das funções mais importantes desempenhadas pelos profissionais de medicina no Brasil, algumas de suas atribuições como profissionais e as dificuldades que esta profissão passa para poder levar saúde a quem mais precisa.

História da Profissão

A medicina é uma área ligada a saúde e talvez seja a mais antiga arte científica voltada para esta área e data de antes de Cristo. O pai da medicina, o Grego Hipócrates, dá nome ao juramento mais conhecido pelos profissionais da área. E é segundo este juramento que os profissionais desta área agem.

Sobretudo o médico é um profissional dedicado ao cumprimento do seu dever de forma honesta e clara. Também não é para menos: a vida de um estudante de medicina toma boa parte da sua idade adulta, já que o curso é um dos mais duradouros dentre os cursos universitários.

Aliás, os estudos de um médico não cessam mesmo depois que ele sai da faculdade. Um bom profissional passa ainda boa parte de sua vida estudando para manter-se atualizado na busca de um aperfeiçoamento constante – não é para menos, afinal o instrumento de trabalho destes profissionais é a vida e o corpo humano.

Especialistas

A medicina como conhecemos hoje é dividida em especialidades – para o melhor estudo das doenças que afetam o homem subdividiram o estudo da atividade por áreas.

Dessa maneira existem médicos que são especializados no tratamento de doenças intestinais (gastroenterologista), passando por especialistas em tumores (oncologistas) e a até mesmo especialistas em doenças nos vasos sanguíneos (angiologista).

Medicina no Brasil

O profissional de medicina no Brasil é, assim como em outros países, coberto de uma falsa ideia de glamour e de vida “fácil”, quando na verdade um médico em plenas funções chega a ter até 3 trabalhos em locais diferentes.

Muitos dos problemas associados a medicina no Brasil está no fato de que a maior parte da população que não tem acesso a convênios médicos ou planos de saúde recorrem ao Sistema Único de Saúde – que em geral são bastante lotados e em sua maioria são sucateados.

Some-se a isso o fato de que a maior parte dos usuários do SUS mora em áreas de risco e que doenças típicas de países de clima tropical úmido, como o Brasil é, são propensas a doenças graves como a febre amarela, verminoses e a dengue, que tem sido responsável pela morte de várias pessoas.

Todos esses problemas, além da falta de verbas governamentais para a saúde pública, fazem com que a medicina seja uma tarefa quase hercúlea de ser realizada no Brasil.

Além disso tudo existe o fato de que a indústria de farmacêutica produz medicamentos que não podem ser oferecidos ou receitados para a maior parte da população carente por conta dos seus altos preços – o que faz com que o médico tenha que se desdobrar em soluções para os pacientes.

Infelizmente mesmo com todo o trabalho destes profissionais, nem sempre a demanda consegue ser suplantada ou os resultados conseguem ser efetivos no tratamento de doenças, acidentes e enfermidades.

Com a vida de milhares de pessoas nas mãos, além de todo o trabalho próprio do ofício, existe ainda o psicológico de todo profissional, que tem que lidar com familiares que vão em busca de soluções para os seus problemas – o que faz com que muitas vezes esses profissionais sejam agredidos física e até verbalmente.

A Importância do Médico no Brasil

Recentemente com a vinda de médicos cubanos para auxiliar no atendimento a comunidades mais carentes foi desvelado que a falta de médicos é o principal problema de 58% de quem depende da saúde pública.

Isso acontece porque a realidade atual dos atendimentos médicos é preocupante, tendo em vista que em diversos estados a quantidade de médicos por mil habitantes é de menos de 2 e até mesmo, em regiões mais distantes, menos de 1 (médico por mil habitantes).

A média nacional, segundo matéria do site Carta Capital, é de míseros 1,8 médicos por mil pacientes.

Para se comparar: a Argentina possui uma média de 3,2, Portugal e Espanha (em crise) 4.

Por essa razão, um país com 200 milhões de habitantes tem a necessidade urgente de profissionais de medicina – isso porque regiões como o norte e o nordeste tendem a possuir os maiores casos de mortes por doenças como a dengue ou a febre amarela.

Por isso a importância do médico para o país se faz urgente e de extrema necessidade, muito embora os hospitais públicos (que possuem a maior carência desses profissionais) não possuam a infraestrutura de grandes instalações e tecnologias suficientes.

A função do médico para o país é, em áreas onde um estetoscópio e até mesmo um remédio para febre e dor fazem diferença, é a de diagnosticar doenças e oferecer o tratamento adequado.

Por essa razão o ideal é que haja ao menos profissionais clínicos e generalistas para oferecer um suporte mínimo às populações mais carentes que habitam os extremos do país e as grandes e populosas capitais.

E aí, gostou deste artigo? Deixe aí nos comentários. Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais, marcar os seus amigos e ficar ligado em mais dicas e notícias!

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *